sexta-feira, 1 de abril de 2016

Resenha #49 - Orgulho e Preconceito e Zumbis

 orgulho-e-preconceito-e-zumbis-livro

Título: Orgulho e Preconceito e Zumbis

Autores: Jane Austen e Seth Grahame-Smith 

Páginas: 320
Ano: 2010

 
Gênero: Ficção Fantasiosa
 
Editora: Intrínseca
 

Sinopse:
 No romance clássico, Jane Austen iniciava a saga das casadouras irmãs Bennet com o aviso: "É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro, possuidor de uma grande fortuna, deve estar em busca de uma esposa." Agora, porém, a história é outra... No tranquilo vilarejo de Meryton, nossa heroína, a guerreira Elizabeth Bennet, treinada nos rigores das artes marciais, está determinada a eliminar a ameaça zumbi. Até que sua atenção é desviada pela chegada do altivo e arrogante Sr. Darcy. Ela conseguirá superar os preconceitos sociais dos grandes aristocratas ingleses, tão ciosos e orgulhosos de seus privilégios? Grahame-Smith transfigura as famosas passagens do texto de Jane Austen em uma deliciosa comédia de costumes. Além dos embates civilizados e repletos de cortesia entre o casal de protagonistas, inclui batalhas violentas, em confrontos cheios de sangue e ossos quebrados. Conjugando amor, emoção e lutas de espada com canibalismo e milhares de cadáveres em decomposição, Orgulho e preconceito e zumbis transforma uma obra-prima da literatura mundial em uma história sangrenta que você não vai conseguir parar de ler.

     Um livro um tanto quanto peculiar, mas um dos maiores sucessos de mashups literários atuais. Vendeu mais de 1 milhão de exemplares em 2010, e entrou para a lista de mais vendidos do The New York Times. Para contextualizar, mashup é uma obra de ficção que combina textos de literatura pré-existentes, muitas vezes um trabalho clássico de ficção, com outro gênero, tais como gênero de terror em uma única narrativa.



"É uma verdade universalmente conhecida que um zumbi, uma vez na posse de um cérebro, necessita de mais cérebros."

     Foi exatamente isso que Seth Grahame-Smith fez com a mais conhecida obra clássica de Jane Austen. Ou seja, sobre todos os preconceitos, romances, dramas e dilemas da sociedade, foram adicionados zumbis, artes marciais e ação. A história é mesma que conhecemos, mas dessa vez as irmãs Bennet foram treinadas para serem guardiãs de Hertfordshire. Todos vivem sob uma forte ameaça dos não-mencionáveis (zumbis) que foram atingidos por uma praga que ronda a Inglaterra de tempos em tempos.


     O texto é como o clássico, narrado em terceira pessoa, porém com mais ironias que tiram a seriedade do romance. Não há grandes alterações no enredo de Jane Austen, mas para que já leu a história original a trama segue com mais facilidade devido a linguagem mais simples em alguns diálogos.

"De todas as armas que já manipulara, aquela sobre a qual menos tinha controle era o amor; e de todas as armas do mundo, o amor era a mais perigosa."


     Para mim o livro tem pontos fortes muito pertinentes. Como, por exemplo, a não alteração das críticas morais e sociais da história original, os questionamentos de como são os valores de uma sociedade que vive em constante contato com uma praga e, por fim, a crítica feminista de Jane Austen que é ainda mais evidente mostrando a personagem principal como guerreira.
     Na minha opinião, como fã da Jane Austen, a leitura é válida e razoável. O livro mantém muito a característica da autora original, mas ficou divertido e interessante. A edição foi bem diagramada e há ilustrações das cenas mais importantes, como essa abaixo. 



Em “Orgulho e Preconceito e Zumbis” as jovens irmãs Bennet são caçadoras de mortos-vivos. | Divulgação
     Para quem nunca leu Jane Austen, eu recomento muito! Temos edições variadas e muito lindas das histórias dela. A minha preferida é a edição colorida da editora Martin Claret. 







     Além dos livros, temos o filme estrelado por Keira Knightley e Matthew MacFadyen (❤ ) lançado em 2005 e a série da BBC de Londres com Jennifer Ehle e Colin Firth de 1995.

     Orgulho e Preconceito e Zumbis ganhou adaptação cinematográfica e estrou nos cinemas dia 25 de fevereiro.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...