sábado, 5 de março de 2016

Resenha #35 - As Vantagens de ser Invisível

RESENHA: As Vantagens De Ser Invisível

Boa tarde pessoal, hoje estou aqui para falar de um livro muito conhecido: As vantagens de ser invisível. Sim, aquele filme com o Percy Jackson e a Hermione...kkkk
Então vamos lá.


                                                                          

Autor: Stephen Chbosky;
Páginas: 224;
Gênero: drama/romance;
Editora: Rocco;
Ano: 2007.
Sinopse:

     Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.
     As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.
     Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.

A História:

      A história toda é contada através de cartas escritas por Charlie, um adolescente de 15 anos nada normal. Quando ainda era criança, sua tia Helen sofreu um acidente de carro quando estava indo buscar seu presente de aniversário e acabou morrendo, por isso ele se culpa pela morte da tia, ela era a pessoa que ele mais amava no mundo. E como se não bastasse, seu único e melhor amigo se matou, o deixando completamente sozinho.
     Charlie não tem com quem conversar, pois não consegue se abrir com os pais, seu irmão acabou de começar a faculdade e a irmã está ocupada demais com o namorado. Ele então decide começar a escrever cartas e enviar para alguém que não se sabe se é real ou imaginário.
     Além de todos esses problemas, Charlie ainda tem que lidar com a adolescência, onde tudo parece mais complicado e as pessoas parecem não entendê-lo. Em meio a tudo isso as aulas começam, mas aquele não é mais um ano comum, pois aos poucos Charlie deixa de ser expectador e passa a atuar na sua própria vida, e tudo isso graças a duas pessoas: Patrick e Sam, "irmãos" que estão no último ano e só pensam em aproveitar a vida enquanto ainda são jovens.

                                                                        

 



     Patrick é o típico adolescente que tira notas baixas e gosta de uma boa festa, quando conhece Charlie ele decide ajuda-lo, fazendo com que ele faça amizades e saia mais de casa, e os dois se tornam muito amigos, o que é algo novo para Charlie.
     Sam é muito parecida com Patrick, logo de cara ela se deu bem com Charlie. Ela acaba influenciando o Charlie com seu gosto musical, e os dois começas a passar muito tempo juntos... E como todo livro, os dois acabam se apaixonando.
     Além dos novos amigos, Charlie tem também novos professores, e um se torna especial, o professor S.R Anderson, que se tornou conselheiro e amigo de Charlie, além de sempre dar à ele livros para que faça trabalhos extras.
     Mas mesmo com tudo isso, Charlie ainda tem "visões", e todo o tempo lembra de sua tia Helen, qual segredo Charlie esconde?




Eu me apaixonei pelo livro e pelos personagens, pois é tão envolvente que eu não conseguia parar de ler, é um livro que dá para ler em um dia, pois tem uma linguagem simples e direta.
O filme é MUITO deferente do livro, pois muitas partes foram cortadas, por isso fica complicado entender a história se você não leu o livro, por esse motivo recomendo esse livro para todos, até para quem assistiu o filme, pois como todo leitor sabe, a maioria dos livros é muito melhor que as adaptações.





     Pode parecer clichê, mas esse livro realmente me mudou, pois comecei a ver o mundo de maneira diferente, pois quando parei para observar, percebi que existem muitos Charlie`s por aí, na escola, no ônibus, na padaria, em qualquer lugar...
     Afinal, existe um Charlie dentro de cada um de nós, todos temos medo e uma certa insegurança, mas infelizmente nem todos tem o seu momento INFINITO!!!

Resenha por: Beatriz Albino


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...